Alimentação saudável foi o tema da roda de conversa promovida nesta sexta-feira (13) para os servidores da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema). O encontro, em comemoração à passagem do Dia do Homem, que é celebrado em 15 de julho, destacou, entre diversos assuntos, a importância dos “alimentos vermelhos” para a saúde do público masculino.

“Estes ‘alimentos vermelhos’, como o morango, tomate e a melancia, são ricos em licopeno, que é uma substância que age como antioxidante e é um protetor eficaz contra o aparecimento do câncer de próstata. Por isso, homens, tomem suco de tomate, molho de tomate, porque faz muito bem”, revelou a nutricionista Vânia Paz, gerente de Nutrição da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

A especialista também destacou a necessidade de levar à mesa alimentos mais saudáveis e reduzir o consumo de produtos industrializados. “Com a rotina atribulada que todos nós temos hoje, tornou-se comum não pararmos para comer, apenas engolimos, comemos em pé, enquanto dirigimos, na frente do computador. E esse alimento, geralmente, é um fast food, um alimento processado ou ultraprocessado que se popularizou pela indústria alimentícia exatamente por ser rápido, gostoso e barato. Mas ele não contém os nutrientes que nós precisamos, pelo contrário, tem excesso de sal, de açúcar, de gordura”, assinala.

E é por conta deste cenário que Vânia Paz pontua a necessidade das pessoas repensarem esses hábitos e costumes. “Antigamente, a maior causa de morte da população era devido às doenças infecciosas. Hoje, são as doenças crônicas não transmissíveis, como a hipertensão, diabetes, obesidade e outras comorbidades que estão relacionadas diretamente com a nossa alimentação, sedentarismo”, pondera a nutricionista.

Já o psicólogo João Henrique, do Núcleo de Desenvolvimento e Recursos Humanos da Sema, que promoveu o encontro desta sexta-feira em parceria com a FMS e com a Fundação Wall Ferraz, ressaltou que a mudança de paradigmas anteriormente fixados na sociedade está levando os homens a terem uma visão mais holística, mais ampla, de sua saúde. “Agora nós já vemos os homens preocupados não apenas com a sua saúde física, mais também com sua saúde emocional, social, com a estética, alimentação e prática de exercícios físicos. Mas ainda encontramos muita resistência, que precisa ser quebrada para que consigamos levar uma vida mais leve, saudável”, conclui.

Após a roda de conversa, foi disponibilizado para os homens serviços de beleza com equipes da Fundação Wall Ferraz. Eles puderam cortar o cabelo, a barba, fazer as unhas e limpeza de pele gratuitamente no auditório da Sema.