“Saúde mental não é loucura”, desmistifica psicóloga para os servidores da Sema

O mês de janeiro é dedicado à prevenção ao adoecimento emocional da humanidade e, nesta sexta-feira (25), os servidores da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) puderam discutir o tema com uma profissional da área. A psicóloga Cinthya Selma de Holanda ministrou uma palestra no auditório da pasta que ajudou a desmistificar o debate sobre saúde mental.

“Saúde mental é você exercitar seu cérebro. Por exemplo, responder uma palavra cruzada estimula sua saúde mental, pois mexe com a memória, com o raciocínio. Então, saúde mental não é loucura”, ressalta Cinthya Selma. A profissional também amplia este conceito e alerta a população para estar atenta ao seu relacionamento com as outras pessoas, à forma como suas crenças e atitudes interferem no seu dia a dia, e até mesmo o meio ambiente.

“Você estar num ambiente limpo, sem ruídos, se alimentando de forma saudável, tudo isto interfere na sua saúde mental. Por exemplo, o consumo excessivo de refrigerantes e embutidos tende a favorecer o desencadeamento de depressão, enquanto o suco de laranja é um antidepressivo natural”, revela, acrescentando que, ao menor sinal de que sua saúde mental precisa de atenção, é necessário buscar a ajuda de um profissional.

E esta ajuda, que está disponível gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS), também recebe o reforço da equipe do Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Sema (Nuderh), que promoveu o encontro desta sexta-feira. O Nuderh conta com uma equipe formada por psicólogo e assistentes sociais que estão dispostos a ajudar os servidores no horário de funcionamento do órgão, das 7h30 às 13h30.

“Incentivamos os servidores que estejam precisando conversar que nos procure na nossa sala, no segundo andar da sede da Sema. Além disso, todo mês, realizamos atividades que promovem maior qualidade de vida do servidor. Por isso, a participação de todos é tão importante”, conclui João Henrique, psicólogo do Nuderh.

Sobre a campanha

A Campanha Janeiro Branco é dedicada a colocar os temas da Saúde Mental em máxima evidência no mundo em nome da prevenção ao adoecimento emocional da humanidade. A iniciativa também visa sensibilizar as mídias, as instituições sociais, públicas e privadas, e os poderes constituídos, públicos e privados, em relação à importância de projetos estratégicos, políticas públicas, recursos financeiros, espaços sociais e iniciativas socioculturais empenhadas(os) em valorizar e em atender as demandas individuais e coletivas, direta ou indiretamente, relacionadas aos universos da Saúde Mental.

Núcleo chama atenção de servidores para cuidados com a saúde mental

O Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Sema (Nuderh) está mobilizando os servidores da pasta para a Campanha Janeiro Branco. Ao distribuir folhetos informativos, os membros do Nuderh chamam atenção para a necessidade de cuidar da saúde mental.

“Não é apenas o nosso corpo físico que precisa de cuidados. A nossa saúde mental também precisa de atenção para que não venhamos a adoecer. Os casos de depressão e ansiedade estão cada vez mais comuns na sociedade, por isso, temos que prevenir e combater esses males ligados à nossa mente”, pondera o psicólogo do Nuderh, João Henrique.

Além do folder explicando o que é a Campanha Janeiro Branco, os servidores da Sema também receberam uma “Roda da Vida” para que possam preencher. “Nessa tabela estão elencados os principais setores da nossa vida, como família, amor, trabalho, corpo, social. E o servidor deve preencher cada um desses campos conforme está sentindo. Feito isso, teremos um panorama de como está a vida dessa pessoa. Caso sinta necessidade, ela pode nos procurar no Nuderh para conversamos mais e chegarmos a um encaminhamento, se for o caso”, diz João Henrique.

Próxima ação

Para encerrar a mobilização da campanha, nesta sexta-feira (25), será realizada uma palestra, a partir das 9h, no auditório da Sema. O encontro será mediado pela psicóloga e conselheira do CRP 21, Cinthya Selma de Holanda.

Sobre a campanha

A Campanha Janeiro Branco é dedicada a colocar os temas da Saúde Mental em máxima evidência no mundo em nome da prevenção ao adoecimento emocional da humanidade. A iniciativa também visa sensibilizar as mídias, as instituições sociais, públicas e privadas, e os poderes constituídos, públicos e privados, em relação à importância de projetos estratégicos, políticas públicas, recursos financeiros, espaços sociais e iniciativas socioculturais empenhadas(os) em valorizar e em atender as demandas individuais e coletivas, direta ou indiretamente, relacionadas aos universos da Saúde Mental.

 

 

Servidores debatem cuidados sobre a saúde do homem

Os cuidados com a saúde do homem foram o tema de uma roda de conversa, intermediada por profissionais do Hospital da Primavera, com os servidores da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema). O evento aconteceu na manhã desta sexta-feira (23) e contou com a participação do médico andrologista e nutrólogo, Carlos Henrique Ferreira, e do educador físico André Ferreira de Andrade Silva.

Diante de uma plateia mista, o andrologista Carlos Henrique destacou a importância da prevenção de doenças ao longo de toda a vida e da necessidade de desmitificar essa cultura de resistência com relação à ajuda médica. “Cada faixa etária apresenta doenças urológicas específicas e que precisam ser acompanhadas por um médico. Esse negócio de me consultei com meu vizinho ou com o Google nunca dá certo. Cada pessoa é uma pessoa”, destacou.

O câncer de próstata também recebeu atenção especial no encontro. O médico orientou a necessidade de estar atento à patologia a partir dos 40 anos. “O câncer de próstata não apresenta sintomas no seu primeiro ano, daí a importância de estar realizando exames regulares, pelo menos uma vez ao ano. Neste estágio, o tratamento é simples e muito eficiente. Mas se você ficar adiando, quando resolver procurar ajuda médica, passados cinco anos, com manifestação de sintomas, já vai ser tarde demais, pois o câncer já estará em metástase”, alertou Carlos Henrique, acrescentando que situações de incontinência urinária e impotência sexual após a realização do tratamento e cirurgia não são consequências habituais.

Além do câncer de próstata, o médico destacou outras doenças comuns entre os homens como DSTs, HPV, obesidade e etc. “Por isso, é importante que você adote hábitos saudáveis ao longo de sua vida, se alimente corretamente, pratique atividades físicas e mantenha relações sexuais protegidas”, completou.

O secretário municipal de Administração e Recursos Humanos, Nonato Moura, reforçou as palavras do andrologista Carlos Henrique e destacou a importância dos cuidados com a saúde do homem. “Você tem que manter seu corpo com hábitos saudáveis sempre, fazer exames regularmente, praticar atividades físicas, fazer uma higiene mental e lutar para mudar essa cultura de resistência, pois o homem é um ser humano que precisa de cuidados assim como as mulheres e crianças”, concluiu.

Para finalizar a roda de conversa, o educador físico André Ferreira realizou uma atividade física com todos os participantes e a diretora geral do Hospital da Primavera, Marlene Damasceno de Moura Fé, ressaltou a relevância da campanha Novembro Azul para a prevenção e diagnóstico precoce de doenças.

Prefeitura prepara comemorações do Dia do Servidor Público

A Prefeitura de Teresina está preparando uma série de atividades para comemorar a passagem do Dia do Servidor Público, que, anualmente, é lembrado em 28 de outubro. Como este ano a data cai em um domingo, a Administração Municipal decidiu antecipar as festividades para sexta-feira (26).

De acordo com o secretário de Administração e Recursos Humanos, Francisco Canindé, às 9h, será celebrada uma missa em ação de graças na Igreja do Amparo, localizada na Praça Rio Branco, Centro de Teresina. “Este ano, vamos realizar a missa na Igreja do Amparo, um ambiente mais amplo e confortável para receber os servidores. Esperamos que representantes de todos os órgãos municipais possam participar desse momento de reflexão e confraternização”, pondera o gestor.

Após a celebração, haverá o corte do bolo, coffee break e outras atividades no pátio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). “Será uma manhã de atividades voltadas para o servidor municipal, para reconhecer sua importância dentro da Prefeitura de Teresina, pois, sem eles, a cidade não seria mesma”, conclui Canindé.

Sintomas e importância do diagnóstico precoce do câncer de mama são apresentados aos servidores municipais

Sendo o segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres, o câncer de mama foi tema de uma roda de conversa nesta quinta-feira (18) na Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema). Reunindo servidores de outras secretarias, o encontro, organizado pelo Núcleo de Desenvolvimento e Recursos Humanos da Sema (Nuderh), apresentou a importância da mulher conhecer seu corpo, observar alterações e ficar atenta para o diagnóstico precoce da doença.

A enfermeira Ketiana Guimarães, da Fundação Municipal de Saúde (FMS), listou alguns dos sintomas que podem indicar a necessidade de uma investigação médica. “Se você notar a pele da mama rugosa, avermelhada, alterações no bico do peito, nódulos embaixo das axilas e do pescoço, ou saída espontânea de líquido do peito quando você não está amamentando, deve procurar um médico e relatar estes sinais para que ele passe os exames necessários para investigação”, explica.

Como o câncer de mama não tem uma causa única, Ketiana alerta que é preciso observar os fatores de risco da doença, que incluem questões comportamentais, hormonais, genéticas e outras. “Estão entre os fatores de risco a obesidade, o sedentarismo, consumo de bebida alcóolica, exposição a radiações ionizantes, como o raio X; se a primeira menstruação da mulher foi antes dos 12 anos, se a primeira gravidez foi após os 30 anos, se usou por muito tempo contraceptivos orais, se há histórico familiar da doença, entre outros fatores”, descreve.

E para prestar assistência a essas mulheres, a FMS, em parceria com a Fundação Maria Carvalho Santos, disponibiliza pelo SUS o projeto Mama Cajuína. A ação objetiva garantir que todas as mulheres de Teresina, na faixa etária de 40 a 69 anos, tenham a oportunidade de realizar mamografia e as condutas em cima do resultado dos exames no prazo estabelecido em lei. Aquelas que têm seus exames normais o recebem de volta, e aquelas que tiverem alteração na mama são examinadas por mastologistas da Fundação Maria Carvalho Santos, com realização de biópsia se houver necessidade. Após a realização da biópsia, essas mulheres serão encaminhadas para um centro tratador, como o Hospital Universitário. Para participar do projeto, a mulher deve marcar sua consulta através da Atenção Básica, que encaminhará os demais procedimentos.

A roda de conversa desta quinta-feira foi em alusão à campanha Outubro Rosa. O movimento nasceu na década de 1990 para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade. “É preciso desfazer as crenças e encarar o diagnóstico e tratamento para chegar a cura”, finaliza Ketiana Guimarães.

Rede Feminina divulga ações de apoio e assistência a pacientes com câncer

Também esteve presente na roda de conversa na Sema uma equipe da Rede Feminina de Combate ao Câncer no Piauí (RFCC), que realiza ações em prol do bem-estar dos pacientes oncológicos em situação de vulnerabilidade social no Estado. E para cumprir sua missão, a entidade, que é mantida através de doações e trabalho voluntário, desenvolve cinco projetos inteiramente gratuitos: Projeto Alertar, Projeto Aliviar, Projeto Abrigar, Projeto Alimentar e Projeto Apoiar.

“Especificamente na área do câncer de mama, nós trabalhamos em parceria com alguns órgãos e empresas na doação de próteses mamárias, reconstituição mamária, confecção de perucas, tudo para que a paciente se sinta melhor, retome sua autoestima e possa levar sua vida normalmente. E com todo esse trabalho, já conseguimos reduzir de 75% para 4% o índice de abandono do tratamento, então, estamos salvando vidas e oferecendo qualidade de vida para esses pacientes”, destaca Rosália Sousa, voluntária da RFCC.

Por ser uma entidade sem fins lucrativos, a Rede Feminina de Combate ao Câncer no Piauí conta com a solidariedade da população para continuar atuando, inclusive no Hospital São Marcos e com o Lar de Maria, por exemplo. Quem tiver interesse em colaborar com a causa pode fazer sua doação através das contas:

Caixa Econômica Federal

Poupança: 7935-6

Agência: 641

Operação: 013

 

Banco do Brasil

Conta Corrente: 42396-3

Agência: 4249-8

 

Para mais informações sobre os projetos desenvolvidos pela RFCC, a voluntária Joelma Chinelate disponibilizou seu número de telefone: (86) 99435-7377.

 

Roda de conversa vai tratar sobre câncer de mama com servidoras da Sema

Em alusão à campanha Outubro Rosa, o Núcleo de Desenvolvimento e Recursos Humanos da Sema (Nuderh) está organizando uma roda de conversa sobre o câncer de mama. O encontro acontece nesta quinta-feira (18), às 9h, no auditório da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos.

Segundo Nildene Lages, assistente social do Nuderh, a roda de conversa tratará da importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença. “Para intermediar a conversa, convidamos representantes da Fundação Municipal de Saúde e da Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer do Piauí. Enquanto a FMS falará das questões de saúde, a Rede Feminina apresentará seus projetos de assistência e apoio aos pacientes e familiares”, explica.

O movimento Outubro Rosa nasceu na década de 1990 para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

Ouvir sem críticas e julgamentos ajuda pessoas com ideação suicida, orienta CVV

Setembro é o mês de reflexão sobre a prevenção do suicídio e, para multiplicar as informações acerca do tema, uma equipe do Centro de Valorização da Vida (CVV) mediou uma roda de conversa com os servidores da Prefeitura de Teresina. O evento aconteceu no auditório da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) e contou com a participação de servidores de diversos órgãos municipais.

Uma das principais dicas repassadas pelo CVV foi para as pessoas se mostrarem disponíveis para ouvir o que o outro tem a dizer, sem fazer críticas ou julgamentos. “Muita gente diz que não sabe o que falar quando uma pessoa lhe procura para desabafar. Mas, às vezes, você nem precisa falar, só em estar ali, disposto a ouvir, a ajudar, faz com que essa pessoa perceba que ela é importante e alivie mais aquela pressão que ela está sentindo”, indica o voluntário do CVV, João Rufino.

E para ajudar a identificar que alguém está passando por problemas e que precisa de ajuda, Rufino destaca alguns sinais. “A pessoa pode se mostrar ambivalente, ela quer viver, mas não quer viver com aquela dor; ou então o desejo de vingança, por exemplo, ela acha que o outro não sente aquilo que ela está sentido e por isso vai tirar a própria vida para que ele sinta essa dor; também há o desejo de fugir de uma situação difícil, de ir para um lugar melhor, de procurar paz. Nem todas as pessoas com ideação suicida apresentam todos estes sinais, mas qualquer um deles é sinal de alerta para quem está perto”, afirma.

O voluntário do CVV destaca ainda que, apesar da sociedade ainda vê este tema como um tabu, é imprescindível falar sobre ele. “Estudos revelam que 20 minutos de conversa são suficientes para aliviar aquela pressão que a pessoa está sentido. Falar é a melhor solução”, acredita, acrescentando que, atualmente, cerca de 45 brasileiros morrem por dia vítimas do suicídio.

A coordenadora do CVV, Maria Zélia Soares Feitosa, por sua vez, destaca que apesar da alta demanda, a rede de prevenção no Piauí é bastante forte. “O Piauí é um dos estados que mais promove ações de prevenção do suicídio, mas, ainda assim, a demanda é grande. Por isso, sempre digo que a prevenção é uma tarefa para muitas mãos”, conclui.

O CVV presta apoio emocional gratuito, 24 horas por dia, através do número de telefone 188. A entidade é uma das mobilizadoras do Setembro Amarelo, uma campanha mundial de prevenção ao suicídio e valorização da vida.

Relato

Sarah Vianna é servidora da Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan) e aproveitou a roda de conversa para reforçar a importância de se procurar ajuda. “Passei dois anos lutando contra uma depressão, que até o diagnóstico demorou a ser dado, alguns diziam que era depressão, outros diziam que não. E quando comecei a tratar, com auxílio de medicamentos, percebi que eu precisava mudar. Busquei terapias alternativas e hoje sou terapeuta holística, mas, antes de tudo, eu precisei me curar, me conhecer para conseguir tratar o outro. Nós temos que desapegar do julgamento e da crítica”, disse.

A roda de conversa sobre a campanha Setembro Amarelo foi promovida pelo Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Sema (Nuderh/Sema), como parte do programa de qualidade de vida do servidor, que é desenvolvido no órgão.

Roda de conversa discutirá suicídio com servidores da administração municipal

Os servidores da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) estão sendo convidados para participar de uma roda de conversa sobre suicídio. O encontro está marcado para às 9h desta sexta-feira (28), no auditório da secretaria.

Segundo a assistente social Nildene Lages, do Núcleo de Desenvolvimento e Recursos Humanos da Sema (Nuderh), a ação é alusiva ao Setembro Amarelo, uma campanha mundial de prevenção ao suicídio. “Este é um tema de muita relevância, principalmente porque Teresina apresenta números alarmantes de suicídio”, justifica.

Para conversar com os servidores, foi convidada Maria Zélia Feitosa, coordenadora do Centro de Valorização do Vida (CVV), uma das entidades mobilizadoras do Setembro Amarelo no Brasil e que atua em Teresina prestando apoio emocional gratuito 24 horas por dia, colaborando com a prevenção do suicídio.

Jotinha e Jotão animam comemoração do Dia dos Pais da Sema

Para celebrar a passagem do Dia dos Pais, comemorado no último domingo, dia 12 de agosto, o Núcleo de Desenvolvimento e Recursos Humanos da Sema (Nuderh) preparou uma terça-feira diferente para os seus servidores. Hoje (14), eles tiveram um momento para confraternizarem entre si com a participação especial dos artistas Jotinha e Jotão.

“Apesar da ausência do meu pai, que é meu maior exemplo, passei o Dia dos Pais confortado pelo amor dos meus filhos e netos”, compartilhou Joaquim Hilário da Rocha, controlador da Central de Licitações da Sema. As palavras do servidor foram endossadas pelo secretário executivo da Secretaria, Franzé Chaves, que aproveitou o momento para destacar a importância dos pais. “Pai é um herói, é uma referência para nos mantermos firmes, caminhando numa estrada reta, de exemplo para os filhos”, disse.

Já o secretário de Administração e Recursos Humanos, Francisco Canindé, parabenizou todos os pais servidores e ressaltou a importância de momentos como o desta manhã para comemorar e sair um pouco da rotina. “Trouxemos o Jotinha e Jotão para animar este encontro e ser um presente nesta data. Já assisti a outras apresentações deles e fico muito feliz em poder tê-los aqui”, completou.

Apresentação

Com mais de 30 anos de carreira, Jotinha e Jotão apresentaram uma série de emboladas e repentes que arrancaram sorrisos dos servidores ao brincar com o dia a dia da população. “São mais de 30 anos batendo pandeiro e levando repente e alegria para as pessoas, e fazendo a nossa alegria também, porque fazemos com muito amor e dedicação”, disse Jotão.

O artista lembra que as apresentações começaram com os três irmãos, Jota, Jotinha e Jotão, que ganharam repercussão nacional. Mas hoje, Jota voltou a morar em Russas, no Ceará, e está trabalhando com um grupo de forró. “E nós estamos aqui, sobrevivendo com a arte, levando esse trabalho. Graças a Deus, essas parcerias têm dado certo e a gente fica muito feliz quando somos convidados a participar de eventos dessa natureza, quando a gente leva nosso trabalho a pessoas que não têm oportunidade de ver a gente em outros locais, pois fazemos shows fora do Estado e, aqui em Teresina, fazemos mais shows particulares”, conta.

A atração musical foi cedida através de parceria da Sema com a Fundação Cultural Monsenhor Chaves.

Ação comemora Dia do Amigo com servidores da Sema

A sexta-feira dos servidores da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema) começou com uma demonstração de carinho. Em homenagem ao Dia do Amigo, comemorado em 20 de julho, o Núcleo de Desenvolvimento e Recursos Humanos da Sema (Nuderh) distribuiu entre os servidores uma mensagem acompanhada de um docinho.

“É muito importante a gente ter amigos, preservar esses laços, principalmente no ambiente de trabalho, pois fica tudo mais tranquilo”, destacou a assistente social do Nuderh, Nildene Lages. Após o momento fraternal, os servidores participaram da ginástica laboral, que vem sendo realizada todas às quartas e sextas-feiras no auditório da Sema, com educadores físicos da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer.