Page title

19
jun
Prefeitura adotará medidas para melhorar a eficiência dos processos licitatórios
Prefeitura adotará medidas para melhorar a eficiência dos processos licitatórios
  • Sema
  • 6 Views
  • 0 Comentário
  • Administração . instituto áquila . licitações .

A Prefeitura de Teresina está buscando melhoria de eficiência e de economia nos seus processos licitatórios. Uma parceria com o Instituto Áquila está permitindo a realização de um estudo com diagnóstico e direcionamento de ações para que esse objetivo seja alcançado. Em reunião na manhã desta segunda-feira (19), consultores da entidade apresentaram o projeto para o prefeito Firmino Filho e secretários do município.

O chefe do Executivo municipal ressalta que essa é uma das medidas que vem sendo adotadas pela Prefeitura para ajustar os gastos à realidade de crise que o país vem passando. “Nesse cenário de crise, a Prefeitura vem fazendo seu dever de casa. O projeto de redução de despesas está dando resultados, já começa a apurar as quedas de despesas, redução de quantitativos, de volumes de contratos. Estamos no rumo certo, mas precisamos monitorar e intensificar essa redução. Vamos esperar os próximos três meses para saber como vai se comportar a economia, se ela vai andar independente da crise econômica, se vai ter uma lógica própria. É cenário pouco provável, mas pode acontecer. Dentro desse contexto, montamos também uma iniciativa que vai nos ajudar muito que é esse trabalho em conjunto do Instituto Áquila, que é basicamente uma revisão de todo o processo de licitações, dos contratos que a Prefeitura assimiu. O essencial é que possamos fazer uma análise de todos os processos para que seja mais ágil, eficiente, que gere menor custo e que também traga melhorias para o nosso patrimônio público”, explicou.

O instituto desenvolverá esse estudo em um prazo de oito meses, finalizando em dezembro. Os dados coletados direcionarão as propostas de ações. “Esse estudo vai nos ajudar a melhorar a qualidade da compra, racionalizar as compras para fique mais centralizado e gerar mais economia em toda a política de compra praticada por todas as secretarias. A consultoria está fazendo um diagnóstico e primeiras providências, já realizamos 15% das ações que foram programadas. É um trabalho a médio prazo e esperamos resultados importantes para a Prefeitura”, afirmou o secretário municipal de Administração, Manoel de Moura Neto.

Além do diagnóstico e da sugestão de direcionamento de ações, a entidade fará ainda o treinamento de técnicos da PMT, dotando os profissionais de informações necessárias para que esses objetivos sejam alcançados. Segundo Davi Barros Pereira, consultor do instituto, a finalidade é evoluir nos processos. “Estamos fazendo um trabalho para a melhoria das compras governamentais. O grande foco do trabalho é fazer com que a Prefeitura evolua no processo de compras, reduzindo valores, eliminando desperdícios para que todas as secretarias sejam alcançadas e a população receba o reflexo desse trabalho. A ideia é que a Prefeitura internalize esse processo e comece a dar os passos seguintes evoluindo na confiabilidade”, finalizou.